Único - Os melhores filmes de terror de todos os tempos - filmes clássicos do terror

Os filmes de terror mais apavorantes de todos os tempos

OUÇA O POST EM PODCAST

Por que será que gostamos tanto de filmes de terror? Afinal, eles despertam o que há de pior dentro de nós, inseguranças, fobias e medos mais profundos. Então qual a razão de querer tomar sustos, ter taquicardia, ansiedade, receber descargas de adrenalina, pesadelos e insônia?

Segundo estudos de psicologia, o desejo de assistir a esses filmes evoca e desperta vivências do inconsciente coletivo, experiências que todo ser humano conserva dentro de si desde os tempos dos homens das cavernas, mesmo sem tê-las experimentado na vida real. É o caso do medo da morte, do sobrenatural, do escuro, dos lugares claustrofóbicos, do confronto com um perigo iminente, entre outros temores compartilhados pelos seres humanos.

Também de acordo com os psicólogos, assistir a um bom filme de horror nos desperta sensações fortes que ajudam a compensar o tédio e a falta de excitação de nossas vidas cotidianas.

Desde que foi inventado, o cinema tem sido pródigo em alimentar nossos maiores medos. Análises psicológicas à parte, o fato é que, sim, nós gostamos de sofrer grudados no sofá ou na poltrona do cinema frente a casas mal assombradas, fantasmas, demônios, espíritos malignos, zumbis, vampiros e serial killers.

Listar todos os melhores filmes de terror seria tarefa impossível. Por isso o Único reuniu alguns dos longas-metragens que marcaram a história do cinema desde os anos 1960 e foram sucessos de crítica e bilheteria. Enquanto alguns deles nos aterrorizam pelo horror explícito, mortes, assassinatos cruéis e banhos de sangue, outros nos perturbam apenas pela sugestão do mal, um ruído, uma cortina que se mexe ou uma vela que se apaga.

Confira nossa seleção de filmes de terror apavorantes e fique frio se for capaz.

O Exorcista

Único - Os melhores filmes de terror - O Exorcista

O filme de 1973 aborda a possessão de uma garota de 12 anos pelo demônio e foi baseado num livro que descreve uma história real do final da década de 1940. Dirigido por William Friedkin, tornou-se um dos maiores sucessos de bilheteria do cinema e recebeu dez indicações para o Oscar. O padre exorcista Merrin (Max von Sydow) é chamado às pressas à Washington pela atriz Chris MacNeil (Ellen Burstyn) para espantar o espírito maligno que se apossou do corpo da filha Regan (Linda Blair). O longa é repleto de cenas sinistras, que se tornaram icônicas, como as do jorro de vômito, da masturbação com o crucifixo ou do giro de pescoço. O Exorcista ganhou fama de maldito: várias mortes envolveram membros do elenco e da equipe durante as filmagens e o set inteiro pegou fogo — com exceção do quarto onde eram rodadas as possessões.

O Bebê de Rosemary

Único - Os melhores filmes de terror - O Bebê de Rosemary

É um dos maiores clássicos do cinema da década de 1960, escrito e dirigido pelo célebre Roman Polanski. Em Nova York, Rosemary Woodhouse (Mia Farrow) e seu marido Guy (John Cassavetes), mudam-se para um prédio de apartamentos com reputação sinistra e um casal de vizinhos estranhos, Roman e Minnie Castavet (Sidney Blackmer e Ruth Gordon), que a cercam de atenções. Quando Rosemary engravida, fica cada vez mais fragilizada e a verdade diabólica só é revelada depois que Rosemary dá à luz. Horripilante!

O Sexto Sentido

Único - Único - Os melhores filmes de terror - O Sexto Sentido

O filme de suspense psicológico lançou em 1999 a carreira do diretor M. Night Shyamalan, que depois tentou repetir o sucesso com Corpo Fechado e A Dama da Água.  É estrelado por Bruce Willis, um psicólogo atormentado que trata o garoto Cole (Haley Joel Osment). Impossível não lembrar do filme pela cena que ficou para a posteridade na história do cinema: é quando Cole diz a célebre frase “I see dead people” (“eu vejo pessoas mortas”). Essa é a chave do filme, daqueles que tem um final surpreendente. Foi indicado ao Oscar nas categorias de Melhor Filme, Melhor Direção e Melhores Atuações Coadjuvantes (Haley Joel Osment e Toni Collette, que interpreta a mãe de Cole.

O Iluminado

Único - Os melhores filmes de terror - O Iluminado

The Shining é um filme de terror psicológico de 1980 baseado no romance de Stephen King e dirigido por Stanley Kubrick, um dos maiores diretores da história do cinema, que também dirigiu o superclássico 2001, Uma Odisséia no Espaço. O personagem central é Jack Torrance (Nicholson), um aspirante a escritor e alcoólatra em recuperação, que aceita o emprego de zelador fora de época num hotel isolado nas Montanhas Rochosas do Colorado, com sua esposa, Wendy (Shelley Duvall) e o filho Danny Torrance (Danny Lloyd). O menino tem habilidades psíquicas que lhe permitem ver o passado horrível do hotel e os fantasmas que o habitam. Logo depois de se instalar, a família fica presa no hotel por uma tempestade de neve e Jack torna-se gradualmente influenciado por uma presença sobrenatural; ele desaba na loucura.

Carrie, a Estranha

Único - Os melhores filmes de terror - Carrie, a Estranha

Outro filme baseado em livro de Stephen King, Carrie fez enorme sucesso mundial em 1976. Dirigido pelo mestre do suspense Brian De Palma, conta a história de Carrie White (Sissy Spacek, indicada para o Oscar pelo papel), uma jovem de 16 anos vítima de bullying na escola que possui poderes telecinéticos. Carrie ficou na posição 86 no ranking dos 500 Melhores Filmes de Todos os Tempos da revista especializada em cinema Empire. A cena final é um marco dos filmes de horror.

Pânico

Único - Os melhores filmes de terror - Pânico

Não existe lista dos melhores filmes de terror sem esse cult de 1996, Scream, assinado pelo mestre Wes Craven, que também dirigiu A Hora do Pesadelo. Com um elenco de jovens astros dos anos 90 (Neve Campbell, David Arquette, Courteney Cox, Matthew Lillard, Skeet Ulrich, Rose McGowan, Drew Barrymore e Jamie Kennedy), o enredo gira em torno de estudantes do ensino médio de uma cidadezinha da Califórnia que começam a receber ligações de um maníaco que faz perguntas sobre filmes de horror. Esse é o assassino misterioso e mascarado conhecido como Ghostface. O filme faz referências a outros clássicos do terror, como Sexta-Feira 13 e Halloween: os personagens comentam e assistem a esses filmes. Nos anos seguintes ao lançamento, Pânico foi acusado de inspirar e induzir crimes violentos e assassinatos. Seu sucesso gerou três sequências e um seriado, mas apenas Scream 2, de 1997, conseguiu sucesso comercial à altura do filme original.

Os Outros

Único - Os melhores filmes de terror - Os outros

Não dá para contar muito deste filme de 2001 para não estragar a surpresa. É dirigido pelo chileno-espanhol Alejandro Amenábar e estrelado por Nicole Kidman. A história rola tranquila e monótona até desembocar num um final inesperado. Num casarão vitoriano na ilha de Jersey, Grace lamenta a morte do marido, que não voltou da guerra em 1945, ao lado dos dois filhos, que sofrem de uma doença que os impede de se expor à luz do sol. Por isso, todos os quartos da casa têm as janelas vedadas com pesadas cortinas. Ela contrata três empregados para a casa, que chegam quebrando as rígidas regras da família. A atmosfera opressiva do filme é reforçada pelas cenas escuras nos aposentos mal iluminados. A surpresa está no final. E chega!

Psicose

Uma das obras-primas do mestre Alfred Hitchcock, o filme em preto e branco de 1960 conta a história de Marion Crane (Janet Leigh), secretária que desfalca 40 mil dólares da imobiliária onde trabalha para se casar e começar uma nova vida. Durante a fuga, ela enfrenta no carro uma tempestade e, ao errar o caminho, chega ao velho e decadente Bates Motel, administrado por Norman Bates (Anthony Perkins). Aos poucos ele revela sua perturbação mental e sua fascinação pela mãe (não dá para contar mais). A cena do chuveiro é uma das mais clássicas da história do cinema, pontuada pela música que virou até ringtone de celular.

Os Pássaros

Único - Os melhores filmes de terror - Os Pássaros

Outra obra-prima do mestre do suspense Alfred Hitchcock, que transformou pássaros em alguns dos vilões mais aterrorizantes da história do horror. O filme de 1963 conta a história de Melanie Daniels (Tippi Hedren) que se vê envolvida em violentos e inexplicáveis ataques de pássaros sobre a cidade de Bodega Bay, na Califórnia. O filme cresce assustadoramente em terror à medida em que os antes inocentes bichinhos se mostram cada vez mais cruéis. Algumas das cenas dos ataques se tornaram clássicas na história do cinema.

Um Lugar Silencioso

Único - Os melhores filmes de terror - Um Lugar Silencioso

O silencio pode ser aterrorizante? Sim, como prova este lançamento de 2018, considerado um clássico “perversamente assustador”. Dirigido e estrelado pelo ator americano John Krasinski,ao lado da esposa Emily Blunt, acompanha a família Abbott, obrigada a manter silêncio absoluto numa fazenda dos Estados Unidos para não ser capturada por alienígenas que podem detectar sua presença através de sons e vozes. Os personagens se comunicam em língua de sinais para não serem descobertos, já que sua sobrevivência depende de não serem delatados por passos ou barulhos de portas. Nas filmagens, a equipe evitou fazer barulho para que os sons de fundo pudessem ser gravados e depois ampliados em pós-produção. Tenso!

A Hora do Pesadelo

A Nightmare on Elm Street, filme de 1984, dirigido pelo mestre do horror Wes Craven, deixou para a posteridade um dos personagens mais icônicos do cinema: Freddy Krueger. A história se passa na cidade fictícia de Springwood, em Ohio, em que adolescentes são aterrorizados em seus pesadelos pelo fantasma de um psicopata assassino de crianças. Os crimes são cometidos em uma outra dimensão e se concretizam na vida real. Filmado com o baixo orçamento de 1,8 milhões de dólares, arrecadou essa quantia no primeiro final de semana de exibição e alcançou sucesso comercial tão grande que salvou a produtora New Line Cinema da falência. A Hora do Pesadelo tornou-se uma franquia com várias sequências e um remake em 2010.

O Enigma de Outro Mundo

Único - Os melhores filmes de terror - Enigma de Outro Mundo

Do diretor John Carpenter, que também assinou Halloween, é um filme de tensão claustrofóbica e suspense psicológico lançado em 1982. Em inglês The Thing (A Coisa), fala de uma equipe de pesquisadores em uma base no Ártico que, depois de encontrar uma nave congelada, são atormentados pela “Coisa”, uma forma de vida extraterrestre parasita que assimila e depois imita a forma humana. Os exploradores são dominados pela paranoia e pelo conflito quando percebem que não podem mais confiar um no outro e que qualquer um deles pode ser a “Coisa”. No elenco estão Kurt Russell e Keith David. Tensão do começo ao fim.

Sexta-feira 13

Friday the 13th, lançado em 1980, fez tanto sucesso que tornou-se uma franquia com 12 filmes, programa de TV, livros, histórias em quadrinhos e jogos eletrônicos. Deixou para a posteridade o personagem Jason Voorhees, que virou um ícone da cultura pop como um dos maiores vilões do cinema, ao lado de Freddy Krueger, apesar de se tornar protagonista (com a famosa máscara de hóquei) apenas no terceiro filme, em 1982. Ele era um garoto deformado pela hidrocefalia que se afogou em um lago que, décadas depois, reputado como “amaldiçoado”, torna-se cenário de uma série de assassinatos. Jason aparece em todos os filmes, como assassino ou motivação para os assassinatos.

A Bruxa de Blair

Único - Os melhores filmes de terror - A Bruxa de Blair

O filme de 1999 revolucionou o gênero terror ao usar a técnica de found footage, em que a câmera trêmula parece de filmagens amadoras. O enredo conta a história de três estudantes que, ao investigar a lenda de uma bruxa numa floresta em Maryland, nos EUA, desaparecem deixando apenas gravações. Com atores desconhecidos, o filme soa extremamente realista e tornou-se sucesso comercial e de crítica. Foi divulgado na época como uma história real, em que os protagonistas tinham realmente desaparecido, num marketing sustentado por depoimentos e relatórios policiais falsos. E o final? Só vendo.

https://www.instagram.com/homemunico/

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia também
Único - coletânea Onze da cerveja Eisenbahn com músicas de Adoniran Barbosa
Músicas inéditas de Adoniran Barbosa vêm à luz no Spotify