Forró a nova paixão do Brasil de norte a sul

Forró: a nova paixão do Brasil de norte a sul

OUÇA O POST EM PODCAST

Abram alas para o forró. O ritmo e seus subgêneros estão dominando os rankings de músicas mais ouvidas do streaming e cresceram mais de 100% em novos ouvintes nos últimos 6 meses.

No top 100 diário das músicas mais ouvidas do Brasil na plataforma Deezer, entre as 10 primeiras ao menos 5 pertencem ao forró. O Brasil de norte a sul escuta artistas como Barões da Pisadinha, Tierry, Conde do Forró, Taty Girl, Zé Vaqueiro, Jonas Esticado, Vitor Fernandes, Mara Pavanelly e Eric Land. E o sucesso não acontece só em terras brasileiras: a dupla Barões já é a segunda mais ouvida no ranking global.

O ritmo, popular nas regiões Norte e Nordeste, hoje é forte também no Sudeste. A cidade que atualmente mais ouve forró na plataforma Deezer não está nos estados berços do ritmo musical: é São Paulo. E os responsáveis por esse sucesso são os jovens adultos: 44% das pessoas que escutam o gênero têm entre 26 e 35 anos de idade e 33% entre 18 e 25.

Até o Neymar caiu no forró. Imagina a quantidade de seguidores do jogador de todas as partes do mundo que assistiram a dancinha do craque.

Nos últimos 5 anos o dono das paradas foi o sertanejo. O funk chegou com tudo, mas, agora, o forró e suas vertentes roubaram a cena. Não tem como não agradar, com suas letras de amor e seu ritmo dançante.

O gênero musical “oficial” das festas juninas, 100% brasileiro, provavelmente recebeu influências dos escravos africanos. Fincou pé nas regiões Norte e Nordeste com uma base composta por apenas três instrumentos: triângulo, zabumba e acordeão (ou sanfona). O atual forró, porém, agora vem acompanhado de teclados, baixo e guitarra.

Nos últimos 12 meses, Os Barões da Pisadinha ultrapassaram em streams artistas consagrados como Wesley Safadão e Xand Avião. A dupla teve uma grande ascensão no início de 2020 e segue crescendo desde então. As músicas mais ouvidas são “Tá Rocheda”, “Já que me ensinou a beber”, “Basta Você Me Ligar” e é claro, “Recairei”, que acumula quase 170 milhões de visualizações no YouTube. Assista ao vídeo abaixo.

Outro destaque é o baiano Tierry, representante da vertente romântica do forró. Nos últimos 6 meses, seus streams quintuplicaram (540%) na Deezer. Famoso atualmente pelo hit “Rita”, ele é compositor de sucessos de grandes nomes como Ivete Sangalo, Luan Santana, Lucas Lucco, Simone & Simaria, Gusttavo Lima e Jorge & Mateus. “Cracudo” é sua música mais ouvida, ultrapassando o sucesso “Rita”. Assista ao clipe abaixo.

O cearense Jonas Esticado é outro fenômeno. Ele se manteve durante semanas entre as cinco músicas mais tocadas no Spotify Brasil e chegou à 174º posição no Spotify Global com “Investe em Mim”. O clipe tem quase 55 milhões de views no YouTube.

O subgênero Forró de Favela também está em seu ápice. A banda Conde do Forró cresceu mais e 480% no streaming nos últimos 6 meses, principalmente por causa da viralização da vocalista Japinha cantando “Romance Desapegado”, um hit do forró romântico. É a música mais ouvida da banda no streaming, seguida de “Saudade de Mim”, “Quem Mandou Me Deixar”, “Destruiu Nosso Amor” e “Descontar a Raiva”, respectivamente.

“Estão bombando vários subgêneros do forró como Vaquejada, Passinho e Forró Romântico, que já são sucesso no Norte e Nordeste e estão conquistando o Brasil, já que o streaming permite essa rápida popularização. A Deezer investe no gênero, promovendo um canal de Forró com muitas playlists, desde artistas consagrados até novos artistas em ascensão”, diz Polly Ferreira, editora de forró da Deezer.

A especialista conta também que as lives ajudaram a promover o gênero, e que planos acessíveis de streaming são facilitadores para que o ritmo chegue cada vez mais longe. “Hoje você faz descobertas com o celular na sua mão, e quebra todas as barreiras geográficas”, finaliza Polly.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia também
Deep Purple Whoosh! novo álbum 2020
Deep Purple: o rock cinquentão continua com todo gás